Zezé e Luciano se preparam para as comemorações de 25 anos de carreira

Zezé di Camargo e Luciano completam 25 anos de carreira em 2016, e a data vai ser comemorada com uma série de ações.

Tenho muito a escrever sobre o assunto, mas a postagem de hoje foca na primeira das ações: nos dias 29 e 30 de abril, acontece a estreia da turnê que vai rodar o país em comemoração aos 25 anos.

O local escolhido para a estreia é o “Espaço das Américas”, em São Paulo, que além do show, também receberá uma exposição com diversos itens da dupla.

Nos dias dos shows, será lançado um box com 26 CD’s acompanhados de um livreto que tece comentários de cada CD. O livreto foi escrito por mim, também por isso voltarei ao assunto em uma postagem especial.

Quem quiser marcar presença, os ingressos estão sendo vendidos aqui.

Abaixo, reproduzo o release oficial que a imprensa recebeu essa semana, escrito pela assessora deles, Arleyde Caldi. É extenso, mas traz bastante detalhes.

___

O SHOW

Eles têm mais de 40 milhões de cópias vendidas. No Brasil, fazem cerca de 140 shows/ano, com público médio de 50 mil pessoas. Fora dele, ganham cada vez mais espaço e fãs no mercado latino. Já conquistaram todos os tipos de prêmios e, com 25 anos de sucesso, a completar dia 19 de abril de 2016, ainda figuram na lista Top5 dos mais tocados nas rádios.

O filme que retrata a trajetória da dupla mais consagrada do país, “2 Filhos de Francisco”, completou dez anos em 2015. E mais: segundo a empresa Controle da Concorrência (que monitora a veiculação publicitária), são líderes de campanhas no nosso país. É assim, com um currículo de contar história, que Zezé Di Camargo e Luciano mostram para o público do Espaço das Américas, dias 29 e 30 de abril, o show que resultou no DVD “FLORES EM VIDA”, que dá nome à turnê. O espetáculo tem percorrido o Brasil e alguns países da América do Sul, EUA e Europa, sempre com casas lotadas e ingressos esgotados.

Com concepção de espetáculo moderno, FLORES EM VIDA reúne grandes hits e canções inéditas, primando por megaestrutura, com cenografia que traz painéis de LED curvos e fragmentados, escadas e elevadores que se movimentam em efeitos especiais, imagens de videoclipes sincronizadas a algumas canções e iluminação diferenciada e digitalizada, comandada por Vanderlei Carregã. Esse é o contexto que faz da apresentação um espetáculo high-tech, sem perder de vista a emoção que motiva a plateia da dupla. São 24 músicas, em duas horas de show.

Sob direção musical de Hélio Bernal, o espetáculo é aberto pela chegada de Zezé Di Camargo e Luciano em meio a iluminação com efeitos até no teto do palco. Banda a postos, com um repertório pronto para mobilizar e emocionar o público que lhes é fiel há quase 25 anos, reunindo hits que marcam a brilhante história da dupla, como VEM FICAR COMIGO, A FERRO E FOGO, PIOR É TE PERDER, SUFOCADO e TARDE DEMAIS.

Os dois irmãos unem então suas vozes na mensagem social que anuncia “O DEFENSOR”, nova canção da dupla, já figurando no Top 10 das músicas mais tocadas hoje no Brasil. Ainda no que se pode chamar de primeira parte do show vêm: PRA NAO PENSAR EM VOCÊ, VIVENDO POR VIVER, COMO UM ANJO, SEM MEDO DE SER FELIZ, CADA VOLTA É UM RECOMEÇO E MENTES TÃO BEM.

O coral espontâneo formado pelo público garante ao show alguns de seus momentos mais comoventes, contagiando os artistas, filhos de Francisco e do Brasil. É quando, em momento solo, Zezé Di Camargo mostra a sua versatilidade em “Everything I Do” (de Bryan Adams) e, com o anúncio no telão do Rei Roberto Carlos, cantar brilhamente a italianíssima “Caruso” (de Lucio Dalla). Já Luciano, com todos os holofotes em sua direção, agita a galera em “Do Seu Lado” de Nando Reis.

É sob esse contexto, que une fãs e ídolos em só plano, que o espetáculo segue com um mix de canções que inclui DO OUTRO LADO / AINDA ONTEM / NOSSO AMOR E OURO. E prepara-se para momento emocionante com a particiação de Wanessa Camargo com o pai em THE PRAYER. Neste caso, é melhor ver, ouvir e se embriagar na junção das vozes, que carregam um DNA cheio de sonhos e vitórias.

Entre um afago e outro ao público, os dois apostam em mais emoção com os clássico NO DIA QUE EM SAÍ DE CASA e É O AMOR, seguidos de FLORES EM VIDA, VOCÊ VAI VER VER / PÃO DE MEL e SONHO DE AMOR. E, a despertar plenos pulmões, pelos aclamados versos de “No Dia em que Saí de Casa”, eles se entregam em momento moda de viola sob os acordes de “Saudade Bandida”, “Riozinho”e “A Saudade é uma Estrada longa”. É um espetáculo digno para ser colocado ao alcance dos olhos e ouvidos para ser visto, revisto, dançado e curtido, amém. Divirtam-se!

você pode gostar também Mais do autor