Novo CEO da GE prepara corte de pessoal em projeto de redução de custos

Logo da General Electric (GE) é visto em Paris (Foto: Benoit Tessier/Reuters)

A General Electric está planejando cortar significativamente sua equipe corporativa num esforço para cortar gastos e aumentar o lucro sob a gestão do novo presidente-executivo e já interrompeu a contratação em certos cargos tecnológicos, disse à Reuters uma pessoa familiarizada com o assunto.

saiba mais

O novo presidente John Flannery disse aos executivos para se prepararem para cortes na sede e em outras áreas que não geram receita ou lucro. "A redução vai começar e será agressiva", disse a fonte.

A porta-voz da empresa, Jennifer Erickson, afirmou que Flannery apresentará o projeto aos investidores em novembro. "Temos um plano para reduzir US$ 2 bilhões em custos até o fim de 2018".

Segundo a fonte, o CEO não vai esperar até novembro para iniciar os cortes.

Analistas disseram que a GE precisaria cortar os gastos em mais de US$ 2 bilhões, porque está investindo em outras áreas, como negócio digital. A empresa também está mudando metas e estratégias financeiras para a GE Digital e seu sistema de internet industrial Predix para aumentar as vendas.

Ao cortar as despesas, Flannery limitará o tamanho da nova sede em Boston, de acordo com a fonte. A montadora disse no início do mês que adiou a construção de parte de sua sede para economizar dinheiro.

A redução da equipe afetará funcionários em áreas como recursos humanos, recrutamento, segurança corporativa, operações de helicópteros e jatos, compras, auditoria e eventualmente finanças, disse a fonte.

(Por Alwyn Scott)

Créditos da Notícia

você pode gostar também Mais do autor