Mansueto de Almeida é o secretário do Tesouro Nacional, diz Fazenda


 

O ministério da Fazenda confirmou nesta segunda-feira (16/04) a indicação do atual secretário de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria, Mansueto de Almeida Junior, para o comando do Tesouro Nacional, após Ana Paula Vescovi deixar o posto para assumir a secretaria-executiva da Fazenda.

À frente do antigo cargo, Mansueto tinha como principal tarefa tocar a privatização da Loteria Instantânea Exclusiva (Lotex), que ainda não saiu do papel.

Especializado em contas públicas, seu nome chegou a ser ventilado para o comando do Planejamento após o recente troca-troca na Esplanada por conta da saída de ministros para participação nas eleições deste ano.

Para tanto, Mansueto contava com o respaldo do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles. No Planejamento, contudo, a indicação tinha forte resistência, principalmente pelo fato de o projeto para viabilizar as chamadas raspadinhas não ter decolado.

No fim, Meirelles emplacou seu sucessor na Fazenda, Eduardo Guardia, ao passo que Dyogo Oliveira fez o mesmo no Planejamento, com Esteves Colnago assumindo seu lugar. Os dois atuais ministros eram secretários-executivos de suas respectivas pastas.

Técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Mansueto chegou a atuar na campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) nas eleições de 2014 na elaboração do programa econômico do tucano.

Em nota, a Fazenda informou ainda que o subsecretário de Governança Fiscal e Regulação de Loteria, Alexandre Angelo da Silva, assumirá agora a secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria.

Guardia, também decidiu indicar Ariosto Antunes Culau para o cargo de secretário-executivo adjunto. Antes, Daniel Rodrigues Alves era o secretário-executivo substituto.

None

(Por Marcela Ayres; Edição de Patrícia Duarte)



Crédito da notícia

você pode gostar também Mais do autor